Autor de gol que eliminou Flamengo da Libertadores, meia argentino Belluschi vira alternativa caso volta do camisa 7 não se concretize em 2018. Vice-artilheiro da Série C é estudado para o ataque


Assim como o chileno Leo Valencia, Belluschi já foi algoz do Flamengo (Foto: AFP)

Embora ainda não saiba se vai jogar a próxima Libertadores, o planejamento da diretoria do Botafogo para 2018 já começou. E ele está sendo montado considerando a classificação para a maior competição da América do Sul. Para isso, alguns reforços de peso são estudados, apesar da limitação financeira do clube. Um deles é a volta de Montillo, mas como o nome do argentino encontra certa resistência interna e ainda dependeria de aprovação médica, já se tem um “plano B” em pauta.

Trata-se de Belluschi, também argentino do San Lorenzo, que fez o gol nos acréscimos que eliminou o Flamengo da fase de grupos da Libertadores. O interesse no meia, de 34 anos, foi revelado pelo “Lance!” e confirmado pelo GloboEsporte.com. O jogador, convocado este mês para amistoso da seleção argentina, tem seis gols em 2017.

Belluschi tem experiência em clubes de expressão da Europa (Porto-POR, Genoa-ITA e Olympiakos-GRE), do México (Cruz Azul) e atuou também pelo River Plate e Newell’s Old Boys em seu país. Há, porém, um corrente contrária a contratação de estrangeiros por conta de vários que não deram certo, como Salgueiro, Lizio, Canalles… Outros, porém, defendem que os poucos acertos valem a pena, como Carli e Gatito Fernández.


Destaque da Série C é indicado


Michel Douglas foi o vice-artilheiro da Série C com oito gols (Foto: Alisson Frazão/Ascom CSA)

Além de buscar nomes mais conhecidos, o Botafogo analisa jogadores indicados. É o caso, por exemplo, do atacante Michael Douglas, campeão da Série C com o CSA. O centroavante foi oferecido ao gerente Antônio Lopes, o nome agradou em um primeiro momento e foi levado para avaliação da comissão técnica.

Michael tem 25 anos e foi o vice-artilheiro da Série C, com 8 gols. Ele destacou-se na fase decisiva, marcando gols em quase todos os jogos da fase mata-mata.

– Ele tem propostas de clubes do Brasil e do exterior, mas a prioridade é do Botafogo – disse o empresário Ciro Martins.

Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima, Rio de Janeiro
Anúncios

Técnico do Botafogo quer ver imagem antes de comentar gesto do volante e volta a reclamar de falta de opções depois de perder do lanterna Atlético-GO em casa: “Falei lá atrás, quem iria pagar a conta?”

Vaiado ainda no primeiro tempo e, principalmente, ao ser substituído, Bruno Silva fez um gesto em que deu a entender que está de saída do Botafogo. Jair Ventura – que optou por colocar Pimpão no lugar do volante – contou que não viu o lance. Segundo ele, somente após ver o que aconteceu poderá tomar uma decisão sobre o que fazer.

– Eu não vi, depois vou ver para tomar a decisão e ser justo. Depois que rever o lance dou minha opinião do que aconteceu com o Bruno. Não cheguei a ver.

Jair Ventura disse que ainda não viu lance de Bruno Silva (Foto: Thiago Lima / GloboEsporte.com)

Depois da terceira derrota seguida como mandante no Campeonato Brasileiro e ter perdido para o lanterna, Jair Ventura demonstrou insatisfação. Segundo ele, quando há uma partida em que o time não mostra um bom futebol ele gosta de conversar bastante com os jogadores, até para ser o mais correto possível.

– Situação minha, sempre que tem jogo como foi hoje, evito falar pouco. Depois temos treino em sala, a gente senta, revê o jogo e conversa bastante. De cabeça quente acaba tomando medidas erradas.


Veja outros tópicos da coletiva:

Explicação sobre nova derrota

Tudo que explanar aqui vai ser como se fosse desculpa. Me botando no lado do torcedor, assim como nós, estão chateados, não vou falar de números, volume, finalização. Vou fazer o contrário, vou dizer que vamos buscar nesses três jogos que restam. Tem tudo para buscar essa vaga mesmo jogando fora. Tirar essa impressão ruim que ficou.

Escalação de Guilherme

Pimpão vinha em uma situação, muito cobrado, ficou bem chateado com vaias, preservei o atleta dando oportunidade ao Guilherme. Ele teve a oportunidade de jogar 90 minutos. Eu precisava vencer o jogo, atacante de velocidade só tenho o Pimpão. Quando coloco dois laterais estou vencendo, eu precisava de homem de frente, como não temos o Guilherme ficou até final. Ele passou a ser o Pimpão, só muda quem inicia. Ainda somos vice-líderes do returno. Não podemos fazer tempestade em copo d’água.

Relação do grupo com Bruno Silva

Temos dois vestiários, quando termina o jogo vou primeiro pro meu, depois quando fui no dos jogadores estavam todos tristes. Essa situação de fecharem com o Bruno, eles são corporativistas, eles vão estar juntos sempre.


Especulação mexe com cabeça?

Paixão, né? A gente lida com isso, torcedores não tem o passado, tem o presente, não fizemos um bom jogo e eles vaiaram. Simples assim.


Falta de rendimento dos meias

Quando a gente não cria muito a responsabilidade fica muito em cima do camisa 10, o cara pensante, do último passe. O Marcos Vinícius vem oscilando, a gente busca o equilíbrio. Mas não podemos botar a derrota na conta do camisa 10. Tivemos chances, goleiro fez defesa com pé, Vinícius teve chance… Fizemos 70 jogos aqui e nunca vou jogar a derrota na conta do grupo. Seguir forte. Não foi só a gente que perdeu, tanto que continuamos no mesmo luar da tabela.

Enfrentar times que saem para jogar

Nós vamos ter mais espaços para jogar. Jogo diferente, proposta diferente, uma grande equipe como São Paulo. Aquele que for mais efetivo, cirúrgico, vai conseguir vencer. Mas não podemos tirar mérito das equipes que vêm jogar por uma bola. Faz parte. Nós que não conseguimos penetrar. Agora jogando fora vamos atrás da classificação.


Leo Valencia

Vem evoluindo, entrando bem realmente, vem crescendo. Passou por uma lesão no pé, acabou perdendo um pouco de espaço. Vem ajudando, apesar dos resultados não tem sido muito bom. Quando vencemos ele não entrou, contra o Sport, mas analisando individualmente foi bem. Espero que continue nessa evolução.


Interesse do Palmeiras

Não tem nada, não conversei com Palmeiras, estou focado aqui. Quero marcar história classificando o clube pela primeira vez para duas Libertadores seguidas.

Lado psicológico com especulações

Não muda nada, ano passado foi assim, todo fim de ano existe isso. Se falar vai parecer como desculpa. Não tem nada disso, é coincidência. Prefiro me calar e deixar vocês analisarem.

Falta de opções

Quando a gente perdeu o Montillo, Canalles, Sassá, Joel… Falei lá atrás, quem iria pagar a conta? A resposta está lá atrás. Quando os resultados acontecem fica tudo bem, mas quando eles não vêm… Uma hora a conta chega

Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago Lima, Rio de Janeiro

Pra cima, FOGO! Amanhã é dia de buscar os três pontos
durante todo o tempo! (Botafogo de Futebol e Regatas)

Faltando quatro rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o Botafogo vem se mantendo na zona de classificação para a Libertadores mas passa por momento de instabilidade na competição.

Nos últimos cinco jogos venceu o Corinthians no Nilton Santos (2 a 1), empatou com o Atlético-MG no Independência (0 a 0), foi derrotado pelo Fluminense (2 a 1) no Niltão, venceu o Sport na Ilha do Retiro (2 a 1) e voltou a ser derrotado em casa, dessa vez pelo Atlético-PR (2 a 1).

Essas duas derrotas em casa no espaço tão curto de uma semana deixaram a torcida profundamente revoltada pela forma como ocorreram.

Na primeira, o último clássico do ano no Niltão, o Alvinegro levou uma virada nos instantes finais da partida depois de abrir o placar no primeiro minuto de jogo. Renato Chaves errou a saída de bola e foi desarmado por Pimpão. O atacante alvinegro avançou pela direita e cruzou para Marcos Vinícius, livre, marcar. O time simplesmente sumiu no segundo tempo. Nem as substituições manjadas de Jair Ventura (Gilson, Guilherme e Vinícius Tanque) deram jeito. Disso se aproveitou o Fluminense para virar o jogo depois das mexidas ousadas de Abel Braga. Marcos Junior empatou aos 16 minutos e no final (42′) Matheus Alessandro marcou o gol da vitória em finalização cruzada que surpreendeu Gatito Fernandez. A impressão é de que o goleiro falhou no lance. Graças à apatia do Botafogo, o rival se afastou da zona da degola.

Na segunda, o gol da vitória dos paranaenses saiu de uma falha clamorosa de Gatito que soltou a bola em chute defensável de Guilherme de fora da área. A revolta da torcida foi mais acentuada com a falta de iniciativa ofensiva do time que se deixou dominar pela marcação forte do adversário na zona central do campo. Sobrou ao time as tentativas inglórias de ligação direta da zaga para o ataque, muitos passes errados e cruzamentos infrutíferos para o meio da área defendida pelo goleiro Weverton. Com a vitória, o Furacão encerrou uma sequência de três derrotas sem marcar um gol sequer nesse período e o Botafogo recuperou mais um cambaleante na tabela.

Pois bem, é nesse clima que o time volta a campo nesta quinta-feira (20h), no Nilton Santos, para enfrentar o Atlético Goianiense, lanterna do campeonato. Apesar dos preços convidativos e da gratuidade para as torcedoras que comparecerem ao estádio com a a camisa do clube, a presença de torcedores deve ser pequena (em torno de 7 mil) como tem sido nos jogos do Brasileiro após as eliminações das Copas.

Iniciamos a sequência de jogos neste mês de novembro com a derrota bisonha para o Fluminense em casa. Nos recuperamos diante do Sport fora e voltamos a decepcionar a torcida contra o Furacão. Quem deve pagar o pato, espero, é o Atlético Goianiense que, virtualmente rebaixado, deve vir “descontraído” para o jogo no Niltão. Das quatro partidas que ainda restam até o final da competição, duas serão no Rio (o de hoje e a última, contra o Cruzeiro) e duas nas casas dos adversários (São Paulo e Palmeiras). Veja:

04/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)

BOT 1×2 FLU

08/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)

SPO 1×2 BOT

11/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (17:00)

BOT 0×1 CAP

16/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)

BOT × ACG

19/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (17:00)

SAO × BOT

27/11 – CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)

PAL × BOT

DEZEMBRO

03/12 – CAMPEONATO BRASILEIRO (17:00)

BOT × CRU

Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO

O Corinthians é o Campeão Brasileiro de 2017, mas a briga
pelo G7 continua, bem como a agonia da do Z4! Se liga
aí na classificação! 
(FOX Sports Brasil‏) 

O Corinthians é o Campeão Brasileiro de 2017, mas a briga

pelo G7 continua e nela está o nosso Botafogo. A 35a. rodada foi aberta na quarta-feira, já definiu o campeão da temporada mas a vida continua para os outros postulantes às vagas para a Libertadores e Sul-americana e para aqueles que lutam para se livrarem do Z-4.

Com o empate do Vasco contra o Galo, o Botafogo permaneceu na 6a. posição com seus 51 pontos, porém ainda pressionado pelo próprio Vasco e pelo Flamengo que joga hoje e vem logo atrás.

O aproveitamento do Alvinegro é de 50% até o momento. São quatorze vitórias (nove em casa e cinco fora), nove empates (dois em casa e sete fora) e onze derrotas (seis em casa e cinco fora). Nos 34 jogos o Botafogo marcou 42 gols e sofreu 36 – saldo de 6.

De qualquer forma, o time vai completo para o embate contra o Dragão exceto pela possível ausência de Victor Luis que sofreu entorse no último jogo e não treinou com o grupo desde então. Gilson está de sobreaviso e deve substituir o titular, nos poupando, de certa forma, de uma substituição costumeira de Jair ao longo dos últimos jogos.

Mesmo com a falha gritante no último jogo, Gatito Fernandez deve ser mantido no gol alvinegro com Jefferson figurando novamente no banco para desespero de muitos alvinegros que gostariam de ver o Melhor do Brasil de titular. Arnaldo segue na direita enquanto Carli volta a ter Igor Rabello como companheiro na zaga titular. Na formação de meio campo que não funcionou no confronto contra o CAP, Lindoso pode ceder vaga a Matheus Fernandez que jogaria ao lado de João Paulo e Bruno Silva dando mais dinâmica ao setor. Marcos Vinícius, mesmo com atuação muito apagada no último jogo, deve ser confirmado na armação com Leo Valencia, que voltou a ser utilizado por Jair no decorrer do jogo, ficando como opção no banco.

Torcedor, se liga nos números que envolvem os confrontos

 entre as equipes! (Canal Premiere)

Se Jair quiser um time mais ativo no ataque, Valencia pode ser lançado ao lado de MV, montando o time com dois meias especialistas. Nesse caso, um dos volantes ou até mesmo um atacante deixaria o time.

Porém, se Jair mantiver a postura conservadora de sempre, no ataque teremos Pimpão pela esquerda, mesmo criticado pela últimas atuações, ao lado de Brenner centralizado no ataque.

Continuam pendurados: Gatito e Jefferson, Emerson Santos, Gilson e Victor Luis, Matheus Fernandes e Pimpão.

Na história do confronto entre os adversários de hoje, o Botafogo venceu quatro vezes, empatou duas e perdeu outra num total de sete partidas pelo Brasileirão. O ataque carioca marcou 13 gols e levou sete dos goianos.

Do jeito que for, precisamos dessa vitória a qualquer custo diante das circunstâncias do confronto. Ainda mais agora que estamos pressionados pelos rivais que estão chegando.

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar

 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com

Empresário reitera vontade do atleta, garante que questão salarial não é problema e espera resolver futuro rapidamente. Meia anuncia retorno ao futebol após exames na Argentina. Clube tem interesse

Montillo quer voltar ao Botafogo, e clube tem interesse no jogador. Falta acerto salarial (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Montillo anunciou que voltará a jogar em janeiro, atiçou os alvinegros nas redes sociais, mas deixou no ar um certo mistério quanto ao clube. Afinal, aonde o argentino jogará em 2018? O Botafogo, por ora, tem a prioridade e ainda aparece como principal candidato.

– O Montillo gosta muito do Botafogo. No Brasil, ele só joga no clube. Queremos resolver rapidamente. Por mim, ele fechava hoje com o Botafogo. Por enquanto não temos novidades. Respeitamos e sabemos que o clube tem seu tempo. É uma conversa tranquila, sem prazo ou pressão – disse Sérgio Irrigotia, empresário de Montillo, por telefone ao GloboEsporte.com.

Assim como Montillo, o agente do argentino também colocou a Universidad de Chile como outra possibilidade para 2018. No entanto, afirmou que não há negociação no momento com a La U. Caso não haja acordo com Botafogo ou Universidad, outra alternativa será estudada.

O Botafogo tem interesse?

Mas o Botafogo tem interesse em contar com Montillo na próxima temporada? Sim. A volta do jogador tem aprovação da diretoria e da comissão técnica. A notícia de que o argentino voltará a jogar em janeiro foi muito bem recebida no clube.


Questão salarial

Empresário garante que questão salarial não será o problema. Botafogo não cogita contrato por produtividade (Foto: Marcelo Baltar)

Então o que está impedindo o acerto? Até o momento, valores não foram colocados na mesa. É fato que o Botafogo não está disposto a oferecer o mesmo salário (cerca de R$ 400 mil) que pagava a Montillo no início do ano, quando ele chegou ao clube com status de principal contratação. O argentino está inclinado a diminuir a pedida, e o empresário não crê que a questão financeira seja um entrave na negociação.

– A parte econômica não é problema. O Montillo é uma pessoa muito tranquila e tem como prioridade voltar jogar. Ele não foi ao Rio de Janeiro por dinheiro. Ele até deixou o Botafogo para deixar de receber um salário que acreditávamos que ele não merecia. E dinheiro não será o problema mais uma vez – garantiu o agente do argentino.

Muito se fala em um possível contrato por produtividade, mas esse tipo de acordo está descartado pelo Botafogo por questões jurídicas. As leis trabalhistas inviabilizam vínculos que acarretem prejuízos aos jogadores, e por isso esse tipo de contrato caiu em desuso. Por outro lado, existe a possibilidade de bonificações por metas alcançadas, como número de jogos e títulos.


Anúnico da volta após exames na Argentina

Após ser examinado na Argentina e ter certeza que está em boas condições, Montillo anunciou retorno ao futebol na semana passada (Foto: Reprodução)

Enquanto o futuro não se define, Montillo segue sua rotina no Rio de Janeiro. Caso não haja acordo com o Botafogo, o jogador deixará a cidade mês que vem, ao término do ano letivo de seus filhos.

Montiilo esteve na Argentina na última semana para exames com seus médicos pessoais. O argentino retornou ao Brasil com a certeza de que está totalmente recuperado do problema na panturrilha e pronto para voltar a jogar. Foi quando anunciou nas redes sociais seu retorno ao futebol em janeiro.

O meia mantém os treinos de segunda a sábado. Até mesmo quando viaja, ele tem postado fotos e vídeos se exercitando. No entanto, caso chegue a um novo acordo com o Botafogo, passará por uma avaliação física completa antes de assinar contrato.

Fonte: GE/Por Felippe Costa e Marcelo Baltar, Rio de Janeiro

Lesionado no último sábado, lateral segue em tratamento intensivo para ter condições de atuar na próxima rodada diante do lanterna, no Nilton Santos

O Botafogo pode ter um importante desfalque para a partida da próxima quinta, contra o Atletico-GO, no Nilton Santos. Victor Luis teve uma entorse no tornozelo direito e é dúvida.

O lateral se lesionou no último sábado, após uma dividida com Jonathan, do Atletico-PR, em partida no Nilton Santos. Ele foi substituído ainda no primeiro tempo e levado de maca para o vestiário. Caso não jogue, Gilson deve ser o substituto.

Botafogo se reapresentou e treinou nesta segunda-feira no Nilton Santos (Foto: Felippe Costa)

Treino leve para os titulares

O elenco se reapresentou na tarde desta segunda-feira e treinou no campo anexo do Estádio Nilton Santos. Os jogadores que atuaram no sábado, deram voltas no gramado e desceram para completar o trabalho na academia.

Em campo, o técnico Jair Ventura fez uma atividade técnica e depois de ataque contra defesa com o restante do elenco.

Roger segue treinando para voltar ao time do Botafogo

Roger treina forte

Desde a última terça treinando com o grupo, Roger trabalhou forte ao lado do lateral Marcinho. A expectativa do jogador é de poder entrar em campo, pelo menos, na última rodada, contra o Cruzeiro, em casa.

O Botafogo volta a treinar na tarde desta terça e se prepara para o importante duelo contra o lanterna Atlético-GO, na próxima quinta.

Fonte: GE/Por Felippe Costa e Jamille Bullé, Rio de Janeiro

Inesperada derrota para o Atlético-PR, neste sábado, deixou o Botafogo com risco de ser ultrapassado pelo Flamengo. Vasco, Bahia e Atlético-MG tentam se aproximar

Pimpão lamenta uma chance perdida contra o Atlético-PR (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

Depois da vitória fora de casa contra o Sport, o Botafogo voltou para casa ainda mais motivado, principalmente sabendo que os dois próximos jogos seriam no Estádio Nilton Santos, mas a derrota por 1 a 0, para o Atlético-PR, neste sábado, doeu e ligou o alerta.

Com 51 pontos, o time precisa secar adversários diretos, que jogam neste domingo, para não ver a briga por uma vaga na Taça Libertadores ficar ainda mais afunilada e, consequentemente, aumentar a pressão para uma vitória na partida da próxima quinta, diante do Atlético-GO, no Nilton Santos.

Rivais cariocas e mais próximos na tabela, Flamengo e Vasco entram em campo neste domingo. Com 50 pontos, o Rubro-Negro tem uma parada dura pela frente e visita o Palmeiras, em São Paulo. Porém, uma vitória o colocará na frente do Botafogo. Já o Vasco, que tem 48, recebe o São Paulo (44), em São Januário. O resultado positivo do cruzamaltino o fará empatar com o time de Jair Ventura na classificação.

Outro jogo importante para ficar ligado é o entre Bahia e Atlético-MG, que será realizado na Arena Fonte Nova. As duas equipes têm 45 pontos e ainda sonham com uma vaga na Libertadores. O ideial, é claro, seria um empate.

Melhores momentos: Botafogo 0 x 1 Atlético-PR pela 34ª rodada do Brasileirão 2017

Derrota refletiu nas arquibancadas

Talvez essa situação tenha feito a torcida botafoguense vaiar o time neste sábado e, pela primeira vez na temporada, gritar: “Time sem vergonha”. Internamente, tudo ainda é tratado com muita calma e sem desespero.

Após o jogo, o técnico Jair Ventura foi sincero e consciente em relação a cobrança. Segundo ele, é melhor acontecer isso na parte de cima da tabela.

– Quando se trabalha com time grande, com time gigante como o do Botafogo, estará sempre sobre pressão. Prefiro ser cobrado por classificação à Libertadores do que para sair do rebaixamento.

Rabello volta

Independente dos resultados deste domingo, Jair Ventura já tem uma boa notícia: o zagueiro Igor Rabello volta de suspensão e estará à disposição para enfrantar o Dragão. Por falar nisso, o técnico terá praticamente força máxima para tentar se recuperar no Campeonato Brasileiro.

Confira os próximos jogos do Botafogo até o fim do Brasileiro:

16/11 – Atlético-GO (casa)

19/11 – São Paulo (fora)

27/11 – Palmeiras (fora)

03/12 – Cruzeiro (casa)

Fonte: GE/Por Felippe Costa, Rio de Janeiro

Sem vencer há três partidas no Brasileiro, Furacão visita o Botafogo, que vem motivado após o resultado diante do Sport. Jogo será neste sábado, no Nilton Santos, às 17h (de Brasília)

(Foto: Infoesporte)

Botafogo e Atlético-PR entram em campo às 17h (de Brasília), deste sábado, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, em momentos bem diferentes no Campeonato Brasileiro. Enquanto o Alvinegro vem de vitória fora de casa e luta firme pela Libertadores, o Furacão vem de duas derrotas e ainda não escapou da briga pelo rebaixamento.

A vitória diante do Sport, na última quarta-feira deixou o Botafogo com 51 pontos e apenas três atrás do Palmeiras, que abre o G-4. Com 42, o Atlético-PR chega pressionado por um resultado positivo no Rio de Janeiro.

Transmissão: O Premiere trasmitirá a partida

(Foto: Infografia)

Botafogo – Técnico: Jair Ventura

Depois da vitória fora de casa contra o Sport, o Botafogo espera contar com sua torcida para ficar ainda mais próximo de uma vaga na Libertadores. Dentro de campo, Jair Ventura terá apenas um desfaque: Igor Rabello está suspenso, pois levou o terceiro cartão amerelo na última quarta. Em seu lugar, é provável que o técnico escale Emerson Silva.

No mais, Jair deve manter o time que fez uma bela apresentação na Ilha do Retiro. Sendo assim, Matheus Fernandes segue como opção no banco de reservas, ao lado de Leo Valencia e Guilherme. Marcos Vinícius, que vem sendo um dos destaques, ganhou a confiança do comandante e se manteve como titular.

Desfalques: Igor Rabello e Roger, que já voltou a treinar, mas ainda não tem data para o retorno.

Provável escalação do Botafogo contra o Atlético-PR (Foto: GloboEsporte.com)

Atlético-PR – Técnico: Fabiano Soares

Há três jogos sem vencer no Brasileirão e o mesmo período sem balançar as redes, o técnico Fabiano Soares tenta resolver os problemas do Atlético-PR com mudanças. São pelo menos duas. O meia Felipe Gedoz está fora da partida. Depois de sofrer uma pancada no tornozelo na derrota para o Corinthians, o jogador não participou do treino decisivo e ficou de fora da viagem para o Rio de Janeiro.

O atacante Douglas Coutinho deve assumir a vaga dele. O meia Nikão também não estava no último trabalho e não viajou com a delegação. Segundo o clube, está no departamento médico. No lugar dele, o time deve ter o meia Lucas Fernandes. Quem pode retornar ao time é o meia Guilherme, que ficou de fora da última rodada por questões contratuais.

Desfalques: Deivid, Gedoz, Matheus Anjos e Nikão (DM)

Provável escalação do Atlético-PR contra o Botafogo (Foto: GloboEsporte.com)

(Foto: infoesporte)

O árbitro será Anderson Daronco – RS (FIFA). Ele será auxiliado por Rafael da Silva Alves – RS (CBF) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior – RS (CBF).

Fonte: GE/Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro